Bíblia e Catequese
            Formação             Bíblia e Catequese             O que as crianças conseguem entender?
08/11/2017 Therezinha Motta Lima da Cruz Bíblia e Catequese O que as crianças conseguem entender?
A+ a-

O que as crianças conseguem entender?

É fácil entrar em livrarias e encontrar as chamadas “Bíblias para crianças”. São livros com muitos desenhos que mostram partes da Bíblia como se fossem contos infantis. São bonitos, interessantes... mas muitas vezes atrapalham mais do que ajudam na hora de captar a real mensagem que os textos bíblicos querem comunicar.  Agradam às crianças mas podem estar semeando hoje idéias que serão grandes problemas depois, quando a criançada aprender mais sobre história e ciência. Isso acontece porque se apresentam fatos simbólicos como se fossem descrições de acontecimentos históricos. O sensacionalismo com que certos relatos são apresentados pode colocar Deus presente só em milagres excepcionais e impedir que Ele seja percebido no decorrer de nossa vida cotidiana.

Aprendi com um menino de 8 anos que certas formas de apresentar Deus a crianças  não são tão boas como poderiam parecer. Eu ensinava sobre a criação fazendo bastante estardalhaço. Por exemplo: mandava as crianças fecharem os olhos, perceberem a escuridão, e depois proclamava, como sinal para abrirem os olhos: Deus disse faça-se a luz e tudo ficou claro! Elas ficavam animadas e parecia que estava dando certo. Mas um dia um menino me disse desanimado: É pena que Deus não faz mais essas coisas... E aí me contou que tinha comido um abacate e plantara o caroço da fruta para ter logo mais abacates. A mãe lhe explicara que não ia dar certo porque um abacateiro demora muito para crescer. E aí o menino me disse: _Pois é... Se fosse um abacateiro criado por Deus, do jeito que você costuma contar, eu já estaria comendo abacate hoje... A partir dessa lição, minhas catequeses sobre criação ficaram diferentes: passei a levar as crianças ao jardim para que contemplassem plantas, céu, nuvens, água, bichinhos e pessoas, tudo criado por Deus e motivo para agradecimento e louvor.

A Bíblia certamente queria dizer, no poema da Criação, que tudo que nos cerca vem de Deus, que Ele não só criou mas continua criando. Mas isso é uma reflexão adulta. É bom lembrar que muitas crianças recebem a catequese e depois não prosseguem num processo de evangelização. Assim, quando mais tarde vão aprender coisas que parecem contrariar a leitura ao pé da letra que receberam da Bíblia, não vão ter a seu lado pessoas que ampliem a reflexão ajudando a ver qual era a real mensagem que os textos pretendiam comunicar através de gêneros literários diferentes.

Assim, em vez de apresentar a história da salvação através de sensacionais milagres, é bom ir destacando, desde o começo, o que o povo ia aprendendo através dos diferentes acontecimentos que sua tradição comunicava. Desde cedo podemos também ir mostrando como aprendemos com aquilo que nos acontece e com histórias que nos trazem uma mensagem a respeito da melhor maneira de viver. Por exemplo: uma criança capaz de entender a história do Pinóquio como uma lição sobre o que precisaria ser feito para alguém se tornar um “menino de verdade” , seguindo a sua consciência e realizando o desejo de seu criador, que o fez para ser especial, estaria sendo preparada para entender mais tarde que há histórias que podem comunicar algo mais profundo, que podem ser lições de vida. Acostumando-se a pensar no que ocorre em sua vida pode ir também percebendo que há lições importantes em muitas coisas que nos acontecem e que Deus quer nos ver crescendo em compreensão e atitudes construtivas a partir do que a vida vai nos ensinando.

Para crianças, fica mais fácil compreender a Bíblia começando pelos evangelhos que, aliás, são o centro da mensagem. É importante ver em Jesus o exemplo do amor que Deus quer ver entre nós. Mas não basta mostrar o que ele fez, é preciso ver o significado de cada gesto e o que ele nos convida a fazer. Por exemplo: ao transformar a água em vinho Jesus devolveu a muita gente a alegria de uma festa. Então caberia perguntar: como podemos dar mais alegria a quem tiver tido um desgosto? Na festa, Maria disse aos empregados: façam tudo o que ele vos disser. Como ficaria a vida se todos fizessem de verdade o que Jesus ensinou?

Ao apresentar um texto bíblico a crianças, temos que nos perguntar: a imagem de Deus que transparece aqui é adequada e compreensível para essa idade? Uma criança consegue ficar motivada pelo que está sendo dito? Conseguimos chegar até a mensagem ou ficamos só no aspecto sensacionalista do que estamos apresentando?       

Therezinha Motta Lima da Cruz   

Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Leia os artigos...
                  
Receba as novidades da Catequese do Brasil. Cadastre seu e-mail...