Memória
            Pelo Brasil             Memória             Começar tudo por Jesus Cristo
02/01/2018 Ir. Israel José Nery Memória Começar tudo por Jesus Cristo
A+ a-
Rupnik

Atos dos Apóstolos (2, 14-36), trazem o conteúdo e o estilo do “primeiro anúncio do mistério de Jesus Cristo” (o Kerigma), na pregação de São Pedro, sob moção do Espírito Santo, no dia de Pentecostes. Os cristãos, de origem judaica, ao adaptar-se à cultura grega, foram obrigados a usar termos gregos, dando-lhes um conteúdo específico a partir de Jesus Cristo. Na época havia a figura do Arauto-Anunciador (o Kérux), que a cavalo e usando um tubo amplificador da voz, passava pelas ruas e praças comunicando ao povo uma informação, uma notícia (kerygma – conteúdo do anúncio) ou convocando para uma reunião ou assembleia geral (ekklesia) na praça. Lucas que escreve em grego aplica tudo isso ao primeiro “discurso” de Pedro ao povo na praça, no dia de Pentecostes. Pedro (arauto- Kérux), anuncia a Boa Nova de Jesus Ressuscitado (Kerigma) ao povo congregado pelo Espírito Santo (assembleia-ekklesía).  

E São Lucas descreve também o efeito deste discurso kerigmático. Pessoas impactadas com o anúncio perguntam: “Irmãos, o que devemos fazer?” E Pedro responde: “Arrependam-se, convertam-se e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para o perdão dos pecados; depois vocês receberão do Pai, o Espírito Santo!” .“E naquele dia, uniram-se a eles cerca de três mil pessoas” (cf. At 2, 37-41). São Lucas, em seguida, resume o ideal dos convertidos ao formarem, com os Apóstolos, uma comunidade, testemunhando o ressuscitado e seu mundo novo (cf. At 2, 42-47).

O ministério da Palavra e a Oração ocuparam a primazia da missão dos Apóstolos. As tarefas organizativas e de infraestrutura ficaram com os Diáconos (os que servem à mesa e às necessidades básicas dos irmãos e irmãs). Foi decisão de uma assembleia da comunidade (cf. At 6, 1- 6). Mas, o Espírito Santo tinha outros planos e fez dos Diáconos servidores do Kerigma, como o atestam o relato sobre Estevão e Felipe (cf. At 6, 8-7, 1-60 e 8. 1-40). E, mais, o Senhor escolhia outras pessoas para a primazia da evangelização (anúncio da Boa Nova) em vista da conversão dos povos, como o caso de Saulo, que de ferrenho perseguidor dos cristãos – e a perseguição espalhou os seguidores para fora da Palestina – ele, São Paulo, é transformado num vaso de eleição na difusão do fé cristã no mundo greco-romano.

A conversão de milhares de pessoas sem ligação alguma com o judaísmo e as contínuas perseguições, levaram os cristãos da Igreja primitiva a melhor preparar os interessados em se converter. De experiência em experiência a Igreja chega, no século III ao V, à organização de um itinerário de iniciação que ajudava, aos poucos, o interessado a percorrer um caminho rumo ao encontro pessoal com Jesus, com a Comunidade de seus seguidores e com a missão a ser realizada na sociedade. A este itinerário se deu o nome de Catecumentato ou Processo Catecumenal, que foi evoluindo em conteúdo, etapas e ritos, acompanhamento pessoal, mostras de conversão e inserção na comunidade. Esta organização se estendeu até dois e três anos, dando ênfase ao período da Quaresma, como um grande retiro de conversão. A culminância acontecia na noite de Páscoa, com a recepção do Batismo, da Confirmação e da Eucaristia, sinais públicos de mudança de vida e de aceitação plena de Jesus Cristo, de sua Igreja e de sua Missão.

As circunstâncias atuais, nas quais a Igreja vive, a obrigam a retomar o anúncio primeiro (Kerigma) e o processo catecumenal (Itinerário Catecumenal). Sem isso, ela corre o risco de não sobreviver nesta avalanche de grupos religiosos, seitas, novas igrejas, religiões, secularismo e ateísmo, um pluralismo cada vez mais vasto e tentador e, ao mesmo tempo, agressivo. Nossas estruturas eclesiásticas não estão conseguindo preparar e alimentar adequadamente os fiéis para o testemunho, o profetismo, a criatividade e a ousadia que o mundo de hoje requer. Voltaremos a estes temas...

Ir. Israel José Nery

Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Leia os artigos...
                  
Receba as novidades da Catequese do Brasil. Cadastre seu e-mail...